14 de set de 2011

Aniversário de Emancipação de Uibaí 2011

Acima: João Ferreira, Pedro da Rocha e Djalma Bessa.


Atendendo a busca dos leitores por informações sobre os 50 anos do nosso município, aqui vão algumas informações.

* Canabrava foi fundada em 1847 e pertenceu ao município de Xique-Xique até 1958, quando foi desmembrado o município de Central (que era composto também por Jussara, P. Dutra e Uibaí).
* O principal líder político de Central, então, era o coronel Filintro Pires Maciel, de Maxixe de Central. Ele apoiou a candidatura de seu cunhado Pedro da Rocha Machado para prefeito e tinha o apoio do deputado federal Manoel Novaes, este era uma espécie de homem das obras, pois controlava as verbas da Comissão do Vale do São Francisco, a CODEVASF da época. O deputado conseguia poços artesianos, emprestava tratores e arrumava motor de luz para seus aliados.
* As eleições fraudadas deram a vitória ao candidato Cazuzão, José Peregrino de Souza. Pedro da Rocha tinha muitos votos em Jussara, P. Dutra e Uibaí.
* A perícia concluiu que houve fraude comprovada, mas se a eleição de Central fosse anulada, o grupo de Manoel Novaes perderia o vice-governador do Estado. Então, fez-se um acordo: Pedro da Rocha desistia do processo, o vice de seu grupo tomava posse e eles articulariam a criação do novo município.
* A partir de Canabrava é que saíram os fundadores de São Gabriel, Lagoa da Canabrava (P. Dutra) e Roça de Dentro (Central), além de outras centenas de povoados. A criação do município de Uibaí estimulou a criação do município de P. Dutra e de Jussara.
* O candidato da oposição a Pedro da Rocha foi Eliezer Rocha.
* A maioria dos vereadores eram da sede: João de André, seu Manin, João Ferreira, Domingão. Hidrolândia teve os vereadores Oliveiros e João de Artur, Boca D'água teve seu Dú e Quixabeira teve Zé Baixinho.
* O golpe de 1964 deixou o grupo de Pedro da Rocha na pior, pois Manoel Novaes era ligado a João Goulart, o presidente deposto. O deputado foi cassado e a oposição a Pedro se viu fortalecida pois Luís Viana Filho se tornou chefe da casa civil da ditadura de Castelo Branco.
* A política de conciliação de Antonio Carlos Magalhães, o outro homem forte da Ditadura na Bahia, permitiu que Pedro da Rocha não fosse cassado e terminasse seu mandato com força para indicar o sucessor.
* Uibaí foi emancipado e não tinha sequer o prédio da Prefeitura. Quando o segundo prefeito tomou posse, havia o CNEC, o plano de criação da CEU e algumas melhorias urbanas.
* Embora o primeiro governo tenha sido de vários avanços e muito bem avaliado, o que pode aparentar progresso nem sempre levava em conta o outro lado. Por exemplo: o próprio prefeito colocava entre suas realizações a construção de "aguadas em Laranjeiras". Porém, o processo implicou em cercamento das fontes de água e prejuízo nos rebanhos de caprinos. Famílias que tinham nessa criação parte importante de seu provimento, sofreram bastante no período. Também foi comum que os aliados do poder municipal grilassem, cercassem e se apossassem das terras do município de forma irregular e imoral. Daí que as terras que foram usadas em comum durante muito tempo pelos numerosos herdeiros de Francisca e Venceslau, Raimundo e Mariana e Gonçalo e Raimunda, foram monopolizadas por meia dúzia de fazendeiros.

P.S. Modificamos essa postagem após contribuição (ver comentários) do Prof. Celito

5 comentários:

  1. BOM RESUMO DA NOSSA HISTÓRIA, cabe aqui algumas pequenas CORREÇÕES:
    "Pertenceu ao município de Xique-Xique até 1954"[foi até 1958,nesse periodo a UIBAÍ PASSA A central]
    "Então, fez-se um acordo: Pedro da Rocha desistia do processo, o vice de seu grupo tomava posse e eles articulariam a criação do novo município."{ os vices DE GOVERNADOR eram eleitos separadamente, apesar de adversarios aqui o grupos de CAzUZÃO-LUIS VIANA(PL) e MACIEL -PEDRO ROCHA NOVAES(PR) eram aliAdo em torno do candidato a governo JURaCI MAGALHAES(UDN)caso fosse anulada a eleição o vice LUIS VIANA passaria a ter mais votos do q o vice de NOVAES, o empressario orlando barreto moscozo, h de lembrar q NÃO HaVIA VICE PREFEITO NO PERIODO...


    "Hidrolândia teve os vereadores Oliveiros e João de Artur..."

    joaõ de artur sim, inclusive foi dos estavam na comissão q indicou o nome hidrolandia pra substituir RIACHO DAREIA ele foi junto com manin os dois leitos pela oposição a pedro da rocha, ja OLIVEIROS SANTOS q dá nome de rua era daqui, nasceu na rua grande na casa q hoje é de XIA seu sobrinho morava onde hoje dona santa mãe de dorisdei mora... foi depois embora pra mato grosso onde mora hoje sua esposa e filhos ja jõa de artur foi pra são paulo ainda nos anos 70...

    ResponderExcluir
  2. em tempo:
    quis dizer o vice dO GRUPO DE LUIS VIANA...

    joão de artur foi nos anos 60 pra são paulo...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. "As eleições fraudadas deram a vitória ao candidato Cazuzão, José Peregrino de Souza."

    Pedro da Rocha tinha muitos votos em Jussara, P. Dutra e Uibaí.EM 1958 qdo da primeira eleição de CENTRAL , pedro da rocha enfrentou EUZEBIO DE BRITO, esse ligado ao grupo de CAZUZÃO-LUIS VIANA...

    CAZUZAÕ ganhou a eleição de 1954 qdo disputou com FELINTO MACIEL candidato do prefeito de xiq da epoca e se tornou prefeito dali, a eleição tambem fora fraudulenta...

    ResponderExcluir