13 de set de 2010

Propriedade: direito de todos?


Na semana do Grito dos Excluídos, aconteceu no país inteiro uma mobilização no Plebiscito Popular pelo Limite da Propriedade. Em Uibaí, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Uibaí, o Movimento Vicente Veloso, a Paróquia Local, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Uibaí e a Associação dos Estudantes Universitários e Secundaristas de Uibaí e membros das residências estudantis de Feira de Santana e Jacobina se mobilizaram para que o acontecimento não passasse batido no município.
Naturalmente, a imprensa dos ricos não se interessa por divulgar tais coisas, pois ela está comprometida com o capital - em todas as suas esferas, inclusive o capital industrial da agricultura. E o direito sagrado do capitalismo é o monopólio da riqueza do mundo por uns para explorar a maioria da população. A propriedade privada não pode ser questionada, pensam os capitalistas. Logo, abafa-se qualquer discussão e quando se fala em MST ou outros movimentos sociais no campo, o objetivo é criminalizá-los, mas não se debate a questão central: uma pequena parcela da humanidade tem direito de monopolizar o planeta, os recursos naturais, a terra e as riquezas? Uma parcela ínfima da sociedade tem o direito de viver muito bem às custas da exploração da maioria da população?
Uma quantidade mínima de pessoas tem o direito de destruir os recursos naturais em nome do lucro e condenar milhões de pessoas à fome, doença, pobreza, desemprego em nome de altos lucros?
Acreditamos que não!
O abaixo assinado e a luta pelo controle social da propriedade, base de qualquer democracia verdadeira continua.

Um comentário:

  1. texto sucinto, exemplar e no momento certo... aproveitei e o reproduzi tambem em meu blog, quem sabe mais pessoas leiam e se senbilize pra essa causa né???? lembrando q meu blog tem o título de "blog de celito regmendes 2" e o endereço é : celitoblog2@blogspot.com

    ResponderExcluir